Artigos

Adjuvante químico YPF mostra-se eficaz no controle de plantas daninhas

Published by
Adjuvante químico YPF. Imagem: Divulgação

A YPF apresenta um adjuvante químico altamente eficaz no controle de plantas daninhas. Confira agora mesmo seus benefícios para sua produção agrícola

Um estudo realizado pela Fundação MS para Pesquisa e Difusão de Tecnologias Agropecuárias apontou que a utilização do adjuvante químico da YPF, o óleo mineral YPF (C Adjuvante Mineral), associado ao uso de herbicidas inibidores de enzimas de crescimento em plantas daninhas, é eficiente para o controle de Capim-amargoso. Assim, o estudo experimentou a utilização de diferentes herbicidas e adjuvantes recomendados em bula, além da associação com o óleo mineral YPF (C Adjuvante Mineral).

O Capim-amargoso, ou Digitaria Insularis, é uma das plantas daninhas mais preocupantes no controle do cultivo de diversas culturas. Por exemplo, como soja, milho, algodão, abacaxi, entre outras. A espécie apresenta grande capacidade reprodutiva, com as plantas podendo chegar a produzir 100 mil sementes.

O experimento foi conduzido com delineamento em blocos casualizados. Sendo assim, com cinco tratamentos e quatro repetições, no qual cada parcela foi constituída de 3 x 7 metros – 21 m2. Então, os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e a média dos tratamentos comparados pelo teste estatístico, com 5% de probabilidade.

O Estudo

Assim, a porcentagem de controle das espécies de capim-amargoso foi realizada aos 7, 14, 21 e 28 dias após aplicação da mistura. Aliás, através da escala de 0 a 100, na qual 0 correspondeu a nenhuma injúria demonstrada e 100 à morte das plantas.

Então, durante o processo, a aplicação foi dividida nos seguintes grupos: 

  • Utilização do herbicida 1 e o adjuvante recomendado em bula; 
  • Herbicida 1 com óleo mineral YPF; 
  • Utilização do herbicida 2 e o adjuvante recomendado em bula; 
  • Herbicida 2 com óleo mineral YPF.

Como resultado, nos sete primeiros dias, a aplicação do herbicida 1 e do óleo mineral YPF indicou 40% de nível de controle para o Capim-amargoso, igualando-se ao adjuvante recomendado em bula. Assim, a mistura realizada com o herbicida 2 alinhado ao óleo mineral YPF também mostrou bons resultados. Sendo assim, gerando 28,8% de controle, passando o óleo YPF a frente dos adjuvantes previamente recomendados.

Aos 14, 21 e 28 dias de estudo, não se observou diferença estatística entre os tratamentos de misturas herbicidas avaliadas. Todavia, todos diferiram significativamente da planta sem aplicação, indicando 97,5%, elevada eficiência de controle.

Related Post

Portanto, o bom desempenho do óleo mineral da YPF (C Adjuvante Mineral) mostra o desenvolvimento da empresa em relação aos produtos da linha química, destinados ao mercado agrícola. Sendo assim, atualmenta a empresa possui três polos destinados ao desenvolvimento químico espalhados na América do Sul.

Conclusão

“O estudo mostra o avanço da empresa na realização de produtos específicos da linha agrícola no braço químico. A YPF já é a 1º em produção de química na Argentina, queremos ganhar cada vez mais espaço no mercado brasileiro”, comenta Pablo Luchetta, diretor da YPF Brasil.

Então, o material científico reforçou que o ponto-chave para controle de populações de Capim-amargoso é o momento da aplicação. Estabelecer o posicionamento correto da dose do herbicida, mais o adjuvante a ser utilizado, a taxa de aplicação, bem como respeitar os fatores climáticos no momento da pulverização, são fatores que asseguram maior assertividade no manejo de plantas daninhas de difícil controle.

“O óleo mineral já está há dois anos presente no mercado, tendo vendido mais de 10 milhões de litros para todo o Brasil, segue recomendado em misturas de pulverização agrícola, das mais simples às mais complexas, protegendo os equipamentos e a lavoura”, finaliza Luchetta.

Sobre a YPF

A YPF transforma vidas através de energia, uma das maiores empresas produtoras de petróleo e gás da América Latina, sendo a maior empresa Argentina em termos de receita, com quase 100 anos de história e 20.000 colaboradores. Lidera com 54% de market share em lubrificantes no mercado local e soma mais de 1600 postos de combustíveis.

Atua no Brasil desde 1998, possui sede e fábrica em Diadema-SP, e tem em seu portfólio uma linha completa de lubrificantes para automóveis sob a marca ELAION, veículos pesados e agrícolas sob a marca EXTRAVIDA, além de graxas e fluidos funcionais. Assim, através de seus distribuidores e revendedores, a YPF tem distribuição em todo país.Visite o site www.ypf.com.br e conheça as redes sociais para saber mais sobre a história e a linha de produtos.

Gostou de “Adjuvante químico YPF mostra-se eficaz no controle de plantas daninhas”?

Então, leia mais em Notícias.

  • Recent Posts

    Qual o Futuro Tecnológico do Agronegócio?

    Diante de crescimento financeiro do Ramo Agropecuário, as cooperativas baianas se preparam e estão de… Leia Mais

    03/03/2024

    Agrotech: startups trazem tecnologia e inovação para o agronegócio

    Agrotechs: O cenário das agrotechs ocupa o terceiro lugar (11,8%) entre os segmentos mais comuns… Leia Mais

    03/03/2024

    Árabes e Brasileiros: Diferenças e Semelhanças quando o assunto é o café

    Semana Internacional do Café teve demonstração do preparo à moda das aldeias árabes em programação… Leia Mais

    03/03/2024

    O que é Café Arábica?

    O que é Café Arábica? Você já deve ter ouvido falar neste nome, correto? Afinal,… Leia Mais

    03/03/2024

    Café orgânico vs café convencional: a diferença é real

    Você sabe a diferença? Entenda as diferenças de produção, sabor e impacto ambiental entre o… Leia Mais

    03/03/2024

    6 Estratégias de marketing internacional de empresas agrícolas

    6 Estratégias de marketing internacional de empresas agrícolas: Confira estas dicas de Ricardo Martins, especialista… Leia Mais

    15/02/2024

    Este site possui cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com a utilização.

    Leia Mais